Como abordar assuntos polêmicos?

Você pode até tentar fugir de temas polêmicos e sensíveis, mas, eventualmente, uma discussão será necessária, ainda que de forma completamente amistosa.

A palavra “polêmica” tem origem da palavra grega polemikos, que significa “agressivo, que faz guerra”, ou seja, por si só, ela não traz a melhor das sensações nem a mais agradável.

Por isso mesmo é que muitos evitam tocar em assuntos polêmicos: fugir de confrontos, discussões, brigas… E não se engane: até os mais treinados oradores têm dificuldade em se posicionar ou abordar temas assim.

No entanto, eles vão surgir em algum momento, é inevitável, e precisamos estar cientes de como tratar, abordar e conduzir uma discussão sobre eles.

Então, que tal falar um pouco sobre o assunto e descobrir meios seguros de tocar em pautas polêmicas?

Antes de tudo, o que se enquadra como um assunto polêmico?

Com certeza ao menos um tópico de discussão deve ter surgido em sua mente ao falar sobre polêmicas. Mas, como dizer que algo é ou não polêmico?

Costumamos classificar algo dessa forma quando o tema é sensível e que divide opiniões, normalmente uma se opondo a outra.

De forma geral, esses assuntos trazem um impacto sobre a vida da sociedade como um todo e, portanto, acaba entrando em um campo de discussão extremamente polarizado.

Alguns exemplos de assuntos polêmicos:

  • Questões políticas;
  • Legalização do aborto;
  • Padrões de beleza;
  • Questões raciais;
  • Liberdade de expressão e seus limites;
  • Sexualidade e identidade de gênero;
  • Religião e intolerância religiosa.

Esses são apenas alguns dos muitos tópicos que costumam gerar discussões mais acaloradas e que possuem opiniões bastante polarizadas. Além deles, recentemente a vacinação acabou entrando nessa lista devido à pandemia da covid-19.

O que fazer caso seja inevitável abordar um assunto polêmico?

Provavelmente você já se encontrou na situação de ser preciso tocar em um assunto delicado e não sabia qual era a melhor forma de começar a conversa sem torná-la uma briga.

Primeiro, é preciso entender que, assim como é indispensável tocar nesses assuntos, em muitos casos é inevitável que alguma discussão comece, por diversas razões.

No campo dos temas polêmicos, existem várias situações que acabam por resultar numa discussão mais acalorada e nem sempre a culpa é de quem iniciou a conversa.

Por tocar em pontos sensíveis, o interlocutor pode ser facilmente mal interpretado, por exemplo.

Para garantir que nada saia do esperado, é interessante que o orador tente ao máximo evitar o uso de uma comunicação mais agressiva. Situações polêmicas são como um amontoado de pólvora, só esperando uma pequena faísca para explodir.

Afinal, o que eu devo fazer ao abordar um assunto polêmico?

Como falamos, não existe fórmula mágica para tocar um tópico sensível e não ter reações mais extremistas e fora de controle.

Contudo, podemos tomar alguns cuidados que podem ajudar a evitar situações desconfortáveis. Confira a seguir:

Saiba quem irá te ouvir

Conhecer o público é essencial para qualquer orador: é o público quem dita qual tom será usado na apresentação, então, é importante que você esteja em conformidade com o tom utilizado pelo público, dessa forma evitando ruídos na comunicação.

A formalidade em excesso pode parecer ofensivo para um público mais informal, podendo passar um ar de superioridade sobre quem o ouve.

Da mesma forma, usar uma linguagem mais despojada num ambiente mais formal pode passar imaturidade, perdendo completamente a credibilidade.

Tenha o assunto na ponta da língua

Certamente haverão questionamentos que irão fugir do óbvio após uma fala sobre um assunto polêmico e você precisará estar apto a respondê-los.

Portanto, é imprescindível que o comunicador tenha total domínio do assunto.

Comunique-se sem agressividade

Fazer uso da empatia num momento da história em que a “cultura do cancelamento” está em alta é essencial para evitar conflitos desnecessários.

Tente manter o tom de voz o mais cordial possível, sem se exaltar e acabar despertando uma discussão.

Outro ponto importantíssimo sobre uma comunicação sem agressividade é evitar ao máximo passar a ideia de que a opinião contrária a sua é completamente errada.

Dessa maneira, o que quer que a outra pessoa pense a respeito do tema, você ainda passa a humildade de que talvez você esteja errado.

Num diálogo, nós falamos e ouvimos

Não se preocupe apenas em falar, ainda que você tenha muito a dizer.

É importante que o público se sinta confortável para entrar num diálogo amigável, no qual não é apenas você que tem direito a ter uma opinião e voz sobre o assunto.

Fundamente o seu argumento com clareza

Ter uma opinião a respeito de qualquer coisa é extremamente lícito, mas quando falamos sobre uma discussão é importante que tenhamos os argumentos necessários para defender o nosso pensamento.

Além disso, é essencial que o comunicador consiga passar o seu raciocínio com clareza, sem gerar ideias diferentes do esperado.

O que é importante evitar para garantir uma comunicação efetiva?

Já sabemos o que fazer, mas agora precisamos descobrir o que não devemos fazer de forma alguma. Confira:

Evite ideias dúbias

Qualquer palavra que tenha duplo sentido tem um poder de gerar ruídos na comunicação, o que dificulta profundamente a informação.

Num tópico polêmico, fazer uso de palavras e expressões dúbias podem ser a causa de uma discussão mais acalorada.

Palavras repetidas dificultam a compreensão

Ao invés de repetir a mesma palavra, tornando a oração cacofônica e dificultando a compreensão, prefira usar sinônimos e variações.

Não ser objetivo e claro nas ideias

Ter suas ideias compreendidas facilmente é essencial para evitar distrações na comunicação e confusões desnecessárias.

Tente ao máximo trazer clareza às suas ideias sem enrolação.

O que se espera de você é coerência

Se você defende um ponto, é importante que tenha coerência diante daquilo que está sendo defendido, para que seu argumento não perca a força.

Um vegano que defende açougues não passa muita credibilidade, não é?

Abordar assuntos polêmicos é desafiador, mas não é impossível. Com as dicas deste artigo, as coisas ficarão mais claras.