Comunicação assertiva: o que é e como você pode desenvolver?

Olá, Speaker!

Preste atenção no que vou te falar agora: a assertividade é uma das habilidades mais importantes e determinantes atualmente. 

Você é líder? Então, precisa ser assertivo. Você está à procura de emprego? Também precisa ser assertivo! Quer ter relações sociais melhores e impulsionar o network? Sim, a assertividade também será indispensável aqui!

É por isso que essa expressão – assertividade – é tão comentada, dentro e fora da área da comunicação. Saber o que é ser assertivo é fundamental para desenvolver essa habilidade e se comunicar melhor. 

Neste artigo, explico o que é assertividade, dou alguns exemplos desse tipo de comunicação e respondo a uma dúvida muito comum: existe algum tipo de curso de comunicação assertiva?

Siga a leitura e descubra! 

O que é comunicação assertiva?

A comunicação é uma das áreas mais dinâmicas que existem. Afinal, nós mudamos a forma como nos comunicamos frequentemente. É por isso que os conceitos, incluindo o de assertividade, são influenciados por todas as alterações na comunicação. 

Mas o que é comunicação assertiva? Por definição, assertividade é a capacidade de se expressar com clareza, de uma forma facilmente compreensível e direta. Bem, essa é a definição. E as aplicações?

Como eu disse, a comunicação é dinâmica. Em razão disso, o conceito de assertividade também se modifica segundo o contexto. Vejamos alguns:

– Para líderes: um líder assertivo é aquele eficiente na hora de dar indicações e solicitar ações dos seus liderados. É, ainda, capaz de dar feedbacks diretos e construtivos, além de conseguir gerenciar crises de maneira transparente.

Para vendedores: a assertividade, aqui, está na capacidade de apresentar um produto ou serviço de uma maneira clara e, sobretudo, persuasiva. Isso se aplica a qualquer área que demanda negociação. 

No dia a dia: nas relações sociais, a assertividade está ligada ao poder de se expressar de maneira direta, defender opiniões e ideias e desenvolver uma boa argumentação, tanto no âmbito pessoal quanto profissional. 

Eu poderia falar sobre as aplicações da assertividade em diversas áreas: medicina, política, gestão, tecnologia. Mas todas elas têm algo em comum: se relacionam ao poder de expressão e à clareza ao se comunicar. 

Ser assertivo é o mesmo que ser breve?

Não, não é. Aliás, esse é mais um dos grandes mitos da comunicação. Há muitas falas longas que são assertivas, da mesma forma em que há falas curtas com pouquíssima assertividade.

“Como assim, Lívia?” Ora, meu caro Speaker, a duração de uma fala, como uma apresentação, não está diretamente ligada à assertividade. Já vi muitas apresentações de dez minutos com pouca clareza.

Ser assertivo é, como eu disse, conseguir transmitir o seu conteúdo de uma maneira clara. É, sim, priorizar informações, mas não significa apenas reduzir o tempo da apresentação, da reunião, do discurso… 

Comunicação assertiva: exemplos

Uma das perguntas que sempre me fazem é de exemplos da comunicação assertiva. Há vários exemplos possíveis: de discursos, de apresentações, de e-mails ou, até mesmo, pronunciamentos oficiais. 

No entanto, o exemplo que considero mais fácil é a reunião. Se você está inserido no mercado de trabalho, provavelmente já participou de reuniões (online ou presenciais) longas e pouco produtivas. Bem, esse é um exemplo de falta de assertividade.

Vejamos a diferença entre uma reunião assertiva e uma não assertiva:

Reunião não assertiva: há muitos participantes (incluindo aqueles que não estão diretamente relacionados com o tema de discussão), não há uma pauta definida, há muitas interrupções, costumam ser longas. 

– Reunião assertiva: participam apenas aqueles que estão ligados ao tema, há uma pauta bem definida, todos têm um momento de fala (o que diminui interrupções), podem ser longas ou breves, mas duram o tempo necessário. 

Por que é preciso desenvolver a assertividade?

Não é à toa que a assertividade é uma das expressões mais citadas hoje: ela está no ranking das habilidades mais requisitadas e valorizadas pelo mercado, mas por qual motivo? 

A resposta é simples: porque a capacidade de se comunicar está intimamente ligada a uma série de outros aspectos, que impactam na imagem que os profissionais transmitem aos demais. 

Quem se comunica de uma maneira assertiva:

– Tem mais autoridade na sua área e profissão

– É percebido como um líder

– Demonstra ter inteligência emocional 

– É capaz de persuadir, vender, negociar com eficiência 

– Tem uma melhor presença na web

– Grava vídeos mais interessantes e engajados

Por essas e outras tantas razões, desenvolver a assertividade na comunicação é primordial para ascender profissionalmente e ter melhores relações de trabalho e pessoais. 

Curso de comunicação assertiva: existe? 

Quando algo ganha muita importância, como a habilidade de se expressar de forma assertiva, começam a aparecer cursos ligados a esse algo, a essa habilidade. Com a comunicação assertiva, não é diferente. 

Uma rápida busca pela internet provavelmente te levará a promessas milagrosas para desenvolver a assertividade na comunicação. É preciso ter cuidado com elas! “Isso significa que não há um curso de comunicação assertiva, Livia?” Não é bem assim. 

Um treinamento em comunicação e oratória trabalha três pilares centrais:

– A mensagem

– A expressão vocal

– A expressão corporal

Ao trabalhar e aprimorar cada um desses três itens, a sua comunicação será cada vez mais clara, persuasiva, dinâmica. Isto é, a sua expressão será cada vez mais assertiva. 

Em outras palavras, a assertividade na comunicação é desenvolvida ao aprender e colocar em prática técnicas de oratória, que, por sua vez, são aprimoradas em um treinamento em comunicação e oratória. 

Ao saber como organizar o seu conteúdo (a sua mensagem), ao potenciar o uso da sua voz e ao dominar a sua linguagem corporal, você estará desenvolvendo a assertividade, a comunicação assertiva. 

Quero ser mais assertivo, como você pode me ajudar?

Posso te ajudar trabalhando os três pilares que vimos acima – mensagem, expressão vocal e expressão corporal –, considerando as suas necessidades, demandas e urgências

Além disso, eu e a minha equipe faremos um feedback da sua comunicação, seus pontos fortes e o que ainda precisa ser lapidado. Desse modo, você será capaz de desenvolver a sua comunicação, mantendo a sua autenticidade. 

Para saber mais sobre nossas soluções, é só entrar em contato com a gente!

Clique para dar sua nota!
Avaliações: 2 - Avaliação média: 5

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *