Descubra se você precisa de um curso de oratória

Você nunca fez nenhum curso sobre este assunto

Nós da The Speaker acreditamos que o conteúdo de oratória deveria ser compartilhado nas escolas quando os alunos são ainda crianças, como acontece nos países desenvolvidos. Todos passam por um momento na vida onde precisam fazer sua primeira apresentação. Isso geralmente ocorre lá pela 5a ou 6a série do ensino fundamental. Costumamos dizer que esse é o momento onde os professores “jogam a gente na fogueira”. Sem ensinar nada sobre como devemos apresentar, simplesmente pedem que façamos uma apresentação sobre o assunto da aula.

Somos totalmente a favor de começar a preparar as crianças antes desse primeiro momento. Para que elas saibam como fazer e apresentem de maneira consciente logo do início.

Nos Estados Unidos, é muito raro você conhecer alguma pessoa que terminou sua vida acadêmica que nunca fez um curso de oratória. Essa disciplina é ministrada não só nas escolas, mas nos cursos de bacharelado e pós-graduação.

Portanto, meu caro Speaker, se nunca na sua vida você teve contato com este tipo de conteúdo, recomendamos fortemente que você receba ao menos os conceitos básicos para que possa saber um pouco como agir quando precisar fazer uma exposição de fala.

 

 Você não sabe o que fazer com as mãos, para onde olhar ou se deve andar ou ficar parado

Se toda vez que você se apresenta não sabe muito bem como agir, o que fazer com as mãos… Se já ouviu de colegas que você fica muito sério, ou mesmo se não sabe como agir quando precisa apresentar um projeto, acredite: você precisa fazer um curso de oratória.

Os conceitos mais básicos de oratória irão ajudar-lhe a entender o que fazer com as mãos, quais momentos precisamos caminhar no palco… O que devemos, ou não, fazer para criarmos conexão e nos conectarmos com o público.

Você evita situações de exposição de fala

Se dois dias antes da sua apresentação você já começa a pensar que tipo de desculpa você poderia criar para fugir daquela apresentação… Já sabe, né?! Muitas vezes, as pessoas fogem de situações até muito mais simples como levantar a mão para fazer uma pergunta na sala de aula ou mesmo fazer um brinde aos noivos em um casamento…

Fugir desse tipo de situação é um sinal de que algo está errado e que um primeiro passo para entender um pouquinho sobre este assunto pode ser o caminho certo.

Digo isso, pois eu mesma, Livia Bello, sempre passei a vida fugindo de situações de exposição de fala. Se tivesse que segurar um microfone então… Eu era a rainha de pensar em desculpas que eu poderia dar para não me expor. Quando comecei a trabalhar com oratória percebi que esse medo não era só meu: uma cliente uma vez me disse que em sua apresentação final de TCC na área de direito (eles chamam de sustentação oral), chegou a solicitar ao diretor da faculdade de poderia fazer seu discurso sentada. Ela precisava apresentar seu trabalho final sobre lei anticorrupção americana em uma faculdade nos Estados Unidos. Minha cliente me confessou que seu pânico era tão grande que na noite anterior ela desejou ter paralisia nas pernas só para não ter que ficar de pé! Já pensou?!

Você fica nervoso em achar que as pessoas perceberão que você está nervoso

Este é um medo clássico. Você percebe que está nervoso e daí fica ainda mais nervoso achando que as pessoas vão perceber o seu nervosismo! Rs… “Minhas mãos estão tremendo e minha voz está presa, todos vão perceber que estou nervoso”.

Se isso acontece com você, meu caro Speaker, é melhor você começar a se dedicar um pouquinho em aprender sobre comunicação e oratória. Primeiro para que você não fique tão nervoso. Depois para que consiga se concentrar no que precisa falar ao invés de ser atormentado por pensamentos de baixa qualidade como “o que eles estão pensando sobre mim?”. Estes pensamentos só atrapalham seu desempenho em apresentações.

Você termina a apresentação com “então é isso!”

Não saber terminar uma apresentação, é um indício de que você precisa investir tempo na preparação da sua estrutura de raciocínio. A conclusão é o segundo momento mais importante da sua apresentação, então, precisa ser memorável! Precisa ter emoção, precisa trazer energia, é o seu “Grand Finale!”. Se você não sabe muito bem como terminar a apresentação com chave de ouro… Procure-nos!

Você termina suas apresentações com a sensação de “eu acho que poderia ter ido melhor, mas não sei como!”

Falar em público causa pânico á maioria das pessoas, mas é possível superar

Essa sensação demonstra que você não está satisfeito com o resultado de sua apresentação. O que poderia ter sido melhor? Você consegue de analisar? O curso de oratória vai te mostrar quais aspectos influenciam uma boa comunicação, e deste modo, ao terminar uma apresentação você irá pensar: “eu poderia ter sido melhor se tivesse feito x, y, z”. Você saberá exatamente porque sua apresentação não foi boa. E usará isso para que melhore nas próximas!

Bom, espero ter ajudado a entender um pouco se o curso de oratória pode ajudar você a ter maior sucesso em suas apresentações. Nós da The Speaker somos apaixonados pelo que fazemos e queremos estar ao seu lado quando você iniciar sua jornada em busca de uma melhor comunicação. Se você é pessoa física e reside em São Paulo, podemos lhe ajudar através do treinamento individual de oratória.

Se você mora longa da gente, pode começar com o nosso curso online: “Além da oratória. Comunicação de Verdade.”. Lá você receberá todo o conteúdo que eu disse acima “que deveríamos ter na escola”. E se você trabalha em uma empresa e acredita que sua equipe precisa desenvolver a comunicação e se expressar melhor, temos soluções customizadas para sua empresa. Todas nossas soluções podem ser em Inglês ou Português. Entre em contato conosco através do telefone ou email e temos certeza que você irá se tornar mais um apaixonado por este assunto, como nós!