Vai morar no exterior? Saiba como a oratória bilíngue pode te ajudar!

Olá, Speaker!

Entre os seus planos para este 2020, está o de ir morar no exterior? Se você chegou até aqui, é porque está pensando nessa possibilidade, afinal, uma experiência em outro país é algo enriquecedor e um diferencial enorme no mercado de trabalho.

Uma das principais preocupações de quem decide viver fora do Brasil é em relação ao idioma. Mesmo aqueles que têm alguns anos de estudos no idioma do país onde vão morar podem se sentir receosos ao pensar que terão que se comunicar em outra língua todo o tempo.

A oratória bilíngue é, sem sombra de dúvidas, uma grande aliada dos profissionais que decidem passar um tempo em outro país, já que não se trata apenas de saber “se virar” em um idioma estrangeiro, mas, sim, de conseguir se expressar bem e de maneira interessante em uma língua que não é a sua.

Como a oratória bilíngue pode te ajudar em sua vida fora do Brasil? E como é o treinamento bilíngue da The Speaker? Boa leitura!

O que é a oratória bilíngue?

A oratória é, basicamente, o conjunto de técnicas e estratégias para lidar especialmente com situações de exposição de fala. Através de seus pilares principais, que abrangem tanto a linguagem verbal quanto a não-verbal, se torna possível expressar ideias com clareza, defender argumentos de forma persuasiva, transmitir orientações para um grupo de liderados e tantas outras competências necessárias ao mundo moderno.

Já a oratória bilíngue, por sua vez, também abrange tudo isso, mas considerando as especificidades de quem terá que se comunicar em um idioma que não é o seu. Dito de outra maneira, ser fluente em um idioma não se limita a apenas entender regras gramaticais e ter vocabulário, por exemplo. É preciso conseguir a mesma desenvoltura do que quando se fala no idioma nativo.

Como me preparar para lidar com situações de exposição de fala no exterior?

Algumas técnicas e cuidados farão a diferença para quem vai morar no exterior, por exemplo:

– Praticar!

De acordo com as suas escolhas, é mais fácil se preparar. Se você está indo trabalhar, por exemplo, comece a praticar segundo esse contexto, conversando (sozinho, com amigos ou pela web) sobre assuntos relacionados à sua profissão. Dessa forma, você pode impulsionar a sua pronúncia e, claro, a sua performance como comunicador. Uma boa ideia é gravar a sua fala e escutar depois. Fazendo isso, você notará quais palavras precisa substituir, quais expressões estão confusas ou se o ritmo da sua fala está compreensível.

– Estude as palavras-chave!

Estudar e rever as palavras-chave ligadas ao seu nicho ou ao nicho do seu interesse é uma técnica muito eficiente e vale tanto para quem já se considera fluente no idioma do país onde vai morar quanto para quem não tem o mesmo nível nessa língua estrangeira. Faça uma lista com as palavras-chave que provavelmente serão recorrentes na sua estadia e procure a tradução mais adequada para elas, considerando os aspectos linguísticos e também os culturais, ok?

– Tenha cuidado com expressões brasileiras 

Na dúvida, opte pelo simples. Evite usar expressões que poderão não ser compreendidas por quem não tem a mesma bagagem cultural que você. Aliás, esse deve ser um cuidado ainda maior caso você queira utilizar o humor como uma estratégia: o que é engraçado aqui no Brasil pode até mesmo ser ofensivo em outro lugar, dependendo da forma como você disser.

Considere um treinamento em oratória bilíngue

Se preparar para ir morar no exterior pode ser complexo, especialmente no que tange à comunicação. Um treinamento com profissionais que entendam e considerem as demandas dessa situação específica será, sem dúvidas, um diferencial para otimizar todo o processo. Afinal, treinamentos desse tipo abrangem tudo o que você precisa dominar para se sair bem em outro país.

Conheça o treinamento bilíngue da The Speaker!

As exigências para ter situações de exposição de fala eficazes em outro idioma incluem as mesmas do que as demais, mas, nessa lista, acrescentam-se outros desafios, tais quais, argumentar considerando a cultura local e a realidade do novo público-alvo, saber dosar o uso de palavras pouco formais (como gírias), evitar falar de algo que não é do conhecimento comum em outros países (e que até mesmo pode ser ofensivo em lugares que não são o Brasil) e muitos outros.

Sabendo de tudo isso e considerando tanto aqueles profissionais que decidem morar no exterior quanto aqueles que, mesmo vivendo no Brasil, têm que se comunicar com estrangeiros cotidianamente, desenvolvemos um Treinamento em Oratória Bilíngue, aliás, fomos os pioneiros a contar com workshops nessa modalidade.

Compreendemos a enorme importância de pensar em workshops direcionados para quem terá que se comunicar em outro idioma e desenvolvemos conteúdos que realmente são úteis nesse contexto.

Justamente por ser bilíngue, os treinamentos são ministrados no idioma estrangeiro, para desenvolver e aprimorar habilidades pensando no seu foco: saber se expressar bem em outro país, sem necessidade de recorrer a um tradutor para apresentações em público ou contextos similares, por exemplo.

No treinamento bilíngue, trabalhamos os principais pilares da oratória, a ressaltar:

– organização do raciocínio;

– expressão vocal em idioma estrangeiro;

– linguagem não-verbal: gesticulação, postura, contato visual, entre outros;

– como estruturar uma apresentação em público;

– pilares para a comunicação persuasiva;

Todo o conteúdo (teórico e prático) do treinamento bilíngue vem adaptado para os desafios comuns quando se muda de país. O objetivo é o de pensar em estratégias e ferramentas para aproveitar ao máximo o tempo longe do Brasil, logrando alcançar as metas profissionais e pessoais!

Para saber mais sobre o treinamento bilíngue, entre em contato com a gente!

 

Clique para dar sua nota!
Avaliações: - Avaliação média:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *