Oratória para podcasts: como se comunicar bem sem a linguagem corporal? 5 passos centrais

Speaker!

Você já reparou como algumas pessoas conseguem prender a nossa atenção pela maneira como usam a própria voz?

Não vemos suas expressões faciais, nem seus gestos ou postura, mas conseguimos identificar muito do que elas expressam somente ao escutar o que dizem.

Por algum tempo, essa habilidade era típica de radialistas, repórteres de rádio, narradores, profissionais das radionovelas… Hoje, com o grande protagonismo dos podcasts, saber utilizar a voz passou a ser uma necessidade de muitos profissionais.

O que é necessário para impulsionar uma fala, sem poder contar com a linguagem corporal? É o que falo na nossa conversa de hoje. Boa leitura!

1. Entenda que a voz é um instrumento

Sim, a voz é um instrumento. Isso significa que precisamos aprender a utilizá-la e a aplicar todas as possibilidades que ela, a nossa voz, nos dá. Não é necessário ser especialista nesse assunto, mas conhecer alguns conceitos é importante.

Um deles é o de registro vocal. O registro vocal é o espaço entre as tonalidades mais agudas e mais graves que você consegue alcançar com a sua voz! Na comunicação, a variação do tom é uma estratégia importante.

Variar o tom ajuda a reter a atenção das pessoas, ao tornar a comunicação mais dinâmica. É interessante saber que:

Tons graves podem ser usados para abordar temas mais delicados, chamar a atenção para um assunto importante, expressar preocupação…

Tons agudos estão relacionados ao humor, à surpresa, à alegria, ao espanto. Tudo o que foge de um padrão…

Encontre seu tom de voz ideal, que é o que utilizará na maior parte do tempo. Recorra a tons graves e agudos nos momentos adequados. Lembre-se: nos podcasts, a voz será a ponte entre você e sua audiência.

2. Aprenda a usar as pausas estrategicamente

As pausas intencionais, também chamadas de silêncios, são indispensáveis na comunicação e em todos os tipos de situações de exposição de fala. Saber como inserir esses momentos de silêncio é uma das grandes habilidades de bons comunicadores.

Nos podcasts, a importância do uso correto das pausas é ainda maior. Neles, os ouvintes não verão nossos sorrisos, nossas expressões faciais, gestos ou postura, então, as pausas assumem papeis ainda mais fundamentais.

Elas podem ser usadas para:

– Avisar que haverá uma mudança de tema

– Indicar que uma informação importante será abordada

– Fazer suspense sobre algo

– Aumentar a emotividade em determinados trechos

Assim como outros recursos vocais, as pausas precisam ser usadas de forma equilibrada. Caso contrário, não cumprirão essas funções corretamente!

3. Encontre um ritmo de fala adequado

O que é ritmo de fala? É a velocidade que adotamos na nossa fala na maior parte do tempo em que nos comunicamos. Essa velocidade não é fixa e precisamos ter atenção a essas mudanças enquanto falamos.

Um ritmo de fala adequado é aquele que é confortável tanto para você, comunicador, quanto para as pessoas que escutam o seu podcast. Há, aqui, algo fundamental: entender a sua autenticidade e as necessidades da audiência.

“Como assim, Lívia?”. A autenticidade é indispensável na comunicação, então é importante que você saiba qual é o seu ritmo natural de fala e verificar se ele tende a ser muito rápido ou muito lento.

Ao identificar isso, o próximo passo é adaptar esse ritmo sutilmente, para que ele se torne confortável também para a sua audiência. Por exemplo: se você tende a falar muito devagar, corre o risco de cansar os ouvintes.

Nesse caso, respeite, sim, o seu ritmo natural de fala, mas tente adaptá-lo e alcançar uma velocidade um pouco maior, sem soar artificial e comprometer a transmissão da sua mensagem, ok?

4. Adapte o seu conteúdo

Esse é um dos passos fundamentais da comunicação feita exclusivamente através da voz, como áudios ou os podcasts. Não sei se você sabe, mas os jornalistas de rádio passam boa parte da graduação aprendendo a adaptar o conteúdo para essa plataforma.

Algumas características de um conteúdo que será veiculado via podcasts são:

– Frases mais curtas

– Uso de uma linguagem mais simples e acessível

– Aplicação de repetições estratégicas para facilitar o entendimento

Essas três características ajudam a impulsionar o seu conteúdo e a lidar com um dos principais desafios de todo comunicador: chamar e, sobretudo, reter a atenção do público-alvo, da audiência.

É importante, ainda, ter um enorme cuidado com as leituras. Ler integralmente toda a sua fala tira – e muito – a naturalidade da sua comunicação!

5. Cuide da sua voz

O cuidado com a voz deveria ser uma preocupação de todas as pessoas, mas ainda mais para aqueles profissionais que dependem diretamente da voz em seu dia a dia: professores, advogados, líderes, radialistas, comunicadores e tantos outros.

Cuidar da voz significa adotar uma série de hábitos e evitar outros. Veja:

– Praticar exercícios de aquecimento diariamente

– Reservar um tempo diário de descanso para a voz

– Evitar abuso do ar-condicionado

– Ter cuidado com o excesso de água ou outras bebidas geladas

– Inserir a maçã na sua dieta

– Usar o microfone adequado

Você se lembra que eu disse que a voz é um instrumento? Pois bem, além de conhecer esse instrumento e saber usar todas as ferramentas que possui, é imprescindível cuidar dele, adotando hábitos mais saudáveis diariamente.

 

Para gravar podcasts, é importante desenvolver e impulsionar habilidades de comunicação e aperfeiçoar, constantemente, a maneira como você se expressa! Precisa de ajuda? Fale comigo!