Os segredos do discurso de posse do mais novo presidente do BNDES – e nosso cliente!

Segundo as palavras do nosso presidente, Jair Bolsonaro, Gustavo Montezano fez um “discurso impecável” no palácio do planalto dia 16/07/19.

E quem é Gustavo Montezano? O novo presidente do BNDES – e também nosso cliente!

O Gustavo tomou posse em um evento no palácio do planalto no dia 16/07/19 e fez um discurso brilhante. Teve sua fala interrompida diversas vezes por aplausos do público que o assistia. O próprio Onyx Lorenzoni, presidente da Casa Civil que o assistia no palco, não conteve as lágrimas de emoção ao ouvir as palavras do presidente mais jovem da história do BNDES: “Menos banco, mais desenvolvimento”.

Mas qual é o segredo de um discurso tão emocionante como o de Gustavo Montezano?A resposta não está no discurso. Está na sua véspera.

Às 9:30 da manhã do dia anterior à posse, cheguei no escritório do futuro presidente para iniciarmos sua preparação para este momento único de sua carreira.

Gustavo me disse, em linhas gerais, o que pretendia dizer e, utilizando a metodologia exclusiva que desenvolvemos na The Speaker, colocamos no papel tudo o que precisava ser dito e toda sua organização de raciocínio. Quando terminamos, Gustavo já descartou o seu antigo rascunho de “bullet points” e passou a utilizar a nova estruturação de roteiro de seu discurso.

De pé, Gustavo começou a ensaiar o seu discurso pela primeira vez. Neste momento, o feedback era somente sobre o conteúdo do seu discurso, sem avaliarmos sua postura ou empostação vocal. Assim, seguimos com diversos ensaios ao longo do dia até conquistar o storytelling final que seria utilizado no “dia D”.

Definido o conteúdo, começamos a trabalhar sua performance. Quais palavras merecem ênfase? Que pontos pedem uma expressão mais fechada? O que fazer com as mãos, os braços, as pernas e como demonstrar simpatia e carisma?

Essas perguntas foram trabalhadas por horas a fio até chegarmos no fim do dia (exaustos, os dois) na versão ideal do nosso trabalho: um discurso perfeito e uma performance impecável.

O dia 16 chegou. Um último ensaio antes de sair para o Palácio do Planalto. Uma bateria de exercícios de aquecimento para o grande momento: voz, dicção, expressão corporal, respiração. Um exercício final de concentração.

Por fim, chegamos ao evento. O número de pessoas excedia o número de cadeiras. A imprensa estava ansiosa para saber o que “o mais jovem presidente do BNDES” tinha para dizer.

O discurso inicia. Eu estou apreensiva. Depois de um primeiro trecho emocionante, o público aplaude. Respiro aliviada. (Meu Deus, esqueci de prepará-lo sobre como lidar com aplausos – pensei).

Não era preciso, Gustavo conduziu tudo com a maestria de quem sabia o que estava fazendo. Estava ali, preparado, consciente, seguro e confiante do que precisava ser feito.

Estar consciente em um momento como este é o que separa os amadores dos profissionais. As pessoas muitas vezes confundem “preparo” com perda de espontâneidade. Confundem falar de improviso com não ter nenhum preparo para falar.

Enquanto muitos “sambam” e arranjam justificativas diversas para não se preparar, sigo a minha jornada de mostrar para todos aquilo que eu e a @thespeaker acreditamos:

Comunicação não é um dom. Comunicação é uma habilidade.

E, como toda habilidade, requer dedicação. Parabéns, Gustavo, pela sua conquista.

É uma honra fazer parte deste capítulo da história do nosso país.

Avalie este post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *