Apresentações em público: saiba como falar corretamente em pé ou sentado

Livia Bello

| CEO The Speaker

Muito prazer, meu nome é Lívia Bello, sou CEO e Fundadora da The Speaker, uma empresa que é referência em comunicação e oratória no Brasil.

Search

Últimos Posts

Comunicação Magnética

Comunicação magnética refere-se à habilidade de atrair e manter a atenção das pessoas de forma eficaz, fazendo com que se sintam engajadas e conectadas com

Ler mais »

Apresentações em público: saiba como falar corretamente em pé ou sentado

Speakers! Tudo bem?

Existe uma fórmula para falar corretamente durante uma apresentação em público? Afinal, é melhor se apresentar em pé ou sentado? Como se posicionar diante da plateia?

Se você tem essas dúvidas, saiba que elas são muito comuns!

Para a nossa conversa de hoje, vou falar sobre esse assunto, com técnicas importantes para acabar com essas e outras incertezas. Confira! 

Afinal, o comunicador deve ficar em pé ou sentado?

Quando falamos de comunicação, precisamos entender que ela não é algo estático, repleto de regras fixas ou normas invariáveis. A comunicação, por definição, é uma troca entre pessoas, que depende tanto de quem dialoga entre si quanto do contexto no qual está inserida essa troca. 

Sendo assim, a escolha entre ficar em pé ou sentado durante uma situação de exposição de fala depende de qual é essa situação. Em entrevistas de emprego ou em mesas de discussões, geralmente o comunicador permanece sentado. Já nas apresentações em público ou discursos, ele fica em pé.

E quando eu puder escolher? Bem, Speakers, nós nos comunicamos através do conteúdo da nossa fala e também (e em grande parte) pela linguagem não-verbal. Sendo assim, sempre que for possível essa possibilidade, opte por permanecer em pé durante a sua fala, já que, desse modo, terá mais opções para se comunicar com o público, gesticular e reter a atenção das pessoas. 

Além disso, ao permanecer em pé (e realizando pequenos movimentos no palco), passa-se a sensação de maior entusiasmo, ao contrário do que pode acontecer se optarmos por ficar sentados em toda a nossa fala.

É importante lembrar que, ao escolhermos estar em pé na apresentação, uma ferramenta eficaz é imaginar um circulo no meio do palco e se movimentar apenas entre ele. Em outras palavras, movimentar é importante, mas não deve ser feito de forma excessiva, com o comunicador ziguezagueando por toda a extensão do palco, ok?

Quais são os 5 erros mais comuns em relação à postura no palco?

  • Permanecer com as mãos na cintura ou no bolso

Permanecer com a mão na cintura ou nos bolsos não transmite uma boa imagem. As mãos na cintura podem ser interpretadas como falta de interesse e as mãos no bolso podem chamar muito a atenção, além de também prejudicar a imagem do comunicador. 

  • Apoiar-se na parede, na mesa ou na cadeira

Por falar em atitudes que podem ser interpretadas como falta de entusiasmo ou interesse pela própria fala, apoiar-se na parede, na mesa ou na cadeira também são erros comuns.

Isso vale tanto para quem tem a mania de apoiar uma das mãos quanto para quem apoia todo o corpo. Essa posição estática pode contribuir para que a apresentação seja menos espontânea e chamativa para o público. 

  • Usar uma perna de apoio

O mesmo vale para a perna de apoio! Durante uma apresentação, evite se apoiar apenas em uma das suas pernas, “jogando” todo o seu peso para ela. O ideal é procurar manter a postura ereta e equilibrada, mostrando-se como alguém ativo, entusiasmado e que inspira confiança. 

Por termos uma tendência a buscar essa tal perna de apoio, é preciso estar ainda mais atentos para esse tópico. Movimentar-se no palco é uma das maneiras de evitar esse tipo de equívoco. 

  • Esconder a boca enquanto falamos

Pode parecer estranho para alguns de nós, mas algumas pessoas têm a mania de esconder a boca enquanto falam, por diversas razões. Esse tal costume está muito ligado ao nervosismo. 

No entanto, além de transmitir uma imagem ruim, essa ação ainda prejudica que o público entenda o que o comunicador está dizendo. É preciso lembrar que muitos daqueles que têm esse hábito não sabem que o possuem. Por isso, praticar a apresentação com antecedência para amigos ou familiares é uma das formas de captar esses “vícios” e trabalhar para se livrar deles!

  • Das as costas para a plateia

Dar as costas para a plateia é tão ruim assim? Sim!!! Geralmente, quando isso acontece, o comunicador se virou para ler os seus próprios slides, cortando todo o contato visual com o seu público, dificultando a sua saída de voz e correndo um enorme risco de perder a atenção das pessoas. 

Assim, principalmente se você costuma usar slides em suas exposições orais, preste MUITA atenção para não cometer esse erro, ok? 

 

Saber como se locomover no palco, encontrar a melhor forma para gesticular e conseguir uma postura ereta durante sua fala são cuidados que, ao aprimorar algumas técnicas de comunicação, passam a ser naturais. Com o tempo e a prática, você já estará prestando mais atenção a todos eles! 

 

Nosso blog

Últimas postagens

Comunicação Magnética

Comunicação magnética refere-se à habilidade de atrair e manter a atenção das pessoas de forma eficaz, fazendo com que se sintam engajadas e conectadas com

Ler mais »

Oratória em Diversos Contextos

A oratória é uma habilidade versátil e essencial em vários aspectos da vida, desde o ambiente profissional até eventos sociais e políticos. Cada contexto apresenta

Ler mais »