As 7 caraterísticas de um líder na comunicação

Comunicação e liderança são conceitos que se mesclam. E não é á toa: não é possível falar de liderança sem pensar nas habilidades da comunicação, já que ser líder é, essencialmente, lidar com pessoas e se comunicar com elas todo o tempo.

Por muitos anos, as empresas e outras organizações se prendiam à figura de um chefe. Alguém com autoridade para demandar tarefas, orientar e, até mesmo, punir.

Hoje, no entanto, essa figura acabou se tornando ultrapassada. O motivo? É mais eficiente ser um líder do que um chefe. Porque o chefe pode até ser temido, mas o líder é alguém que inspira, que facilita processos, que convence.

Há muitas características de um líder que se relacionam diretamente à comunicação. Na nossa conversa de hoje, separei 7 delas. Acompanhe até o final e veja quais você possui!  

1 Um líder transmite autoridade

O que vem à sua mente quando lê a palavra “autoridade”. É muito importante deixar de lado conceitos equivocados e não confundir autoridade com autoritarismo. Ter autoridade significa, basicamente, saber aquilo que se diz.

Um líder tem autoridade, mas não apenas pelo cargo que ocupa, senão por outras características. Essas características estão ligadas a um saber técnico e à capacidade de gerenciar pessoas, de dar eco à própria voz.

A razão? Para ser líder de fato, não basta saber muito. É preciso conseguir transmitir todo esse conhecimento de uma forma equilibrada e eficiente. Aqui, está a comunicação.

2 Um líder se comunica com inteligência emocional

Um dos termos mais citados no âmbito corporativo é inteligência emocional. Essa é uma série de habilidades mais subjetivas, que demonstram tato para lidar com as muitas questões do cotidiano profissional.

O que é comunicar com inteligência emocional? É:

– Debater ideias sem que isso se torne um confronto

– Ouvir atentamente e fazer dessa escuta uma estratégia

– Interpretar sinais não-verbais do outro

– Dominar os próprios sinais não-verbais

– Controlar suas reações e antecipá-las, trabalhando o autoconhecimento

Essas são apenas algumas habilidades que compõem a comunicação de liderança. Todas elas atribuem níveis elevados de inteligência emocional a quem as desenvolve e, sobretudo, as pratica em sua rotina.

3 Um líder é claro quanto às suas necessidades

Você sabe qual é um dos problemas mais citados por colaboradores de empresas? A dificuldade de aceder a informações e, mais que isso, a pouca clareza nas demandas que recebem.

Não ser assertivo ao fazer uma demanda traz problemas enormes: para o profissional que tem que executar as tarefas e para a empresa como um todo. Afinal, isso afeta o rendimento e pode atrasar o desenvolvimento de um projeto ou ação.

Por essas e outras, a clareza e assertividade são características centrais de um líder. Ele sabe expressar claramente o que precisa e dá informações assertivas sobre essas necessidades.

4 Um líder é capaz de ouvir ativamente

Ouvir não é algo que nascemos sabendo. Escutar ativa e empaticamente também é uma habilidade. Logo, temos que desenvolvê-la e aprimorá-la, até que esteja naturalizada no nosso dia a dia e na forma de nos relacionarmos socialmente.

O conceito de liderança rompe com a ideia de que as relações profissionais precisam ser sempre unilaterais: há só uma voz que importa, há só um lado que ouve. O líder ouve e entende a importância dessa escuta para os outros e para a empresa.

5 Um líder dá feedbacks construtivos

Líderes e chefes dão feedbacks, mas o líder faz isso de uma maneira realmente construtiva. Qual é o grande objetivo de um feedback? Não é punir, senão orientar o profissional para que ele tenha um desempenho mais satisfatório.

Para feedbacks construtivos, é importante:

– Evitar argumentos de cunho pessoal

– Não se focar no profissional, mas nos resultados/rendimento

– Evitar generalizações (substitua o “você é assim” por “isto está assim”)

– Preferir feedbacks individuais

– Dar espaço para que o outro também se expresse

Quando esses requisitos são seguidos, os feedbacks deixam de ser algo que desperta medo ou apreensão e passam a ser janelas de oportunidade para aparar arestas.

6 Um líder impulsiona valores positivos

A rotina de um líder inclui, frequentemente, abordar e discutir assuntos pouco agradáveis, digamos assim. É uma habilidade, portanto, conseguir impulsionar valores positivos mesmo em temas mais difíceis.

Pense na pessoa mais inspiradora que você conhece. Pensou? Bem, certamente, essa pessoa tem a habilidade de impulsionar valores positivos. É justamente daí que vem a capacidade de inspirar, convencer, gerenciar conflitos e tantas outras.

7 Um líder adapta e personaliza a sua mensagem

Liderança é saber dialogar com pessoas de perfis diferentes e isso inclui, necessariamente, a adaptação e personalização da fala, da forma de transmitir uma mensagem. Ainda que essa mensagem seja a mesma.

Pensemos em um exemplo: um líder que precisa falar sobre o mesmo assunto com sua equipe de liderados e com seus sócios ou investidores. A linguagem e a abordagem será a mesma? Nem sempre.

É preciso, então, saber adaptar a fala para que ela seja eficiente em vários e diferentes contextos. Essa também é uma habilidade a ser desenvolvida e aprimorada por quem ocupa cargos de liderança.

Treinamento Leadership e C-Level

Como você viu até aqui, um líder precisa desenvolver uma comunicação de excelência: empática, persuasiva, adaptável e assertiva. É por isso que, para líderes, o treinamento em oratória precisa ser específico e considerar todos esses tópicos.

Foi o que fiz na The Speaker: um treinamento completamente direcionado a líderes e ministrado por mim, que vivo, no meu próprio dia, os desafios da liderança.

Para saber mais sobre esta solução, entre em contato com a minha equipe!