Técnicas de oratória ultrapassadas

Livia Bello

| CEO The Speaker

Muito prazer, meu nome é Lívia Bello, sou CEO e Fundadora da The Speaker, uma empresa que é referência em comunicação e oratória no Brasil.

Search

Últimos Posts

Técnicas de oratória ultrapassadas

A comunicação está em constante evolução, seja impactada pela tecnologia, seja impactada pela latência dos desejos e ideais humanos. Por isso, é preciso entender como as inevitáveis mudanças criam a necessidade de estar sempre atento às diferentes nuances que vão emergindo à medida em que o tempo passa e a sociedade muda.

Podemos citar como técnicas ultrapassadas:

Linguagem formal e rígida: No passado, a oratória frequentemente envolvia o uso de linguagem muito formal e padrões de discurso rígidos. Hoje, as audiências tendem a responder melhor a palestrantes que usam linguagem mais conversacional e acessível.

Discursos longos: Discursos longos e ininterruptos eram mais comuns no passado, mas as audiências atuais têm uma capacidade de atenção mais curta e preferem mensagens concisas e impactantes.

Comunicação unidirecional: A oratória tradicional muitas vezes se concentrava no palestrante transmitindo informações sem muita interação com a audiência. Hoje, envolver o público e encorajar a comunicação bidirecional é mais eficaz para manter sua atenção.

Entrega excessivamente teatral ou dramática: Embora algum nível de paixão e emoção ainda seja essencial, gestos e tons de voz excessivamente teatrais ou exagerados podem ser percebidos como insinceros ou ultrapassados.

Dependência de slides com muito texto: No passado, as apresentações em slides eram frequentemente carregadas de texto e o palestrante lia o conteúdo em voz alta. Hoje, elementos visuais e multimídia são preferidos para aumentar o engajamento.

Desconsiderar recursos visuais: Em contraste, alguns oradores mais antigos podem ter confiado apenas em suas palavras faladas sem utilizar recursos visuais, perdendo os benefícios de melhorar a compreensão e a retenção.

Uso de medo ou intimidação como persuasão: Historicamente, alguns oradores usaram o medo ou a intimidação para persuadir sua audiência. No entanto, as audiências de hoje tendem a responder de forma mais positiva a mensagens que inspirem, eduquem e capacitem, sem recorrer a táticas negativas.

Falta de autenticidade: As audiências modernas valorizam a autenticidade e a sinceridade nos palestrantes. Apresentações excessivamente ensaiadas ou roteirizadas podem parecer menos genuínas e menos envolventes.

Desconsiderar a sensibilidade cultural: No mundo diversificado de hoje, é essencial que os palestrantes sejam sensíveis culturalmente e estejam cientes das origens e valores de sua audiência. Ignorar esse aspecto pode levar a mal-entendidos ou alienação.

Adesão rígida a estruturas formais: Embora alguma estrutura ainda seja importante para uma comunicação eficaz, a adesão excessivamente rígida a estruturas retóricas clássicas pode prejudicar a criatividade e a relevância nos discursos modernos.

Qual o pior erro cometido na oratória?

Desenvolver uma oratória autêntica e genuína é essencial para se destacar como comunicador. A imitação de outros comunicadores pode ser tentadora, especialmente quando admiramos seus estilos, mas é fundamental encontrar e manter nossa própria identidade como oradores.

Cada pessoa tem uma voz única e uma perspectiva individual que pode enriquecer suas apresentações. Ser autêntico em suas comunicações permite que você se conecte melhor com o público, construa confiança e estabeleça uma relação mais significativa com as pessoas que o ouvem.

Aqui estão algumas dicas para desenvolver uma oratória autêntica:

Conheça seu público: Entenda quem são as pessoas que você está falando, suas necessidades, interesses e valores. Adapte sua mensagem para atender a essas características, mostrando que você se importa com o que é relevante para eles.

Identifique sua mensagem principal: Tenha clareza sobre o que você deseja comunicar e mantenha o foco nesse ponto-chave. Evite se perder em detalhes irrelevantes.

Conte histórias pessoais: Compartilhar histórias e experiências pessoais pode ser uma maneira poderosa de criar conexões emocionais com o público e tornar sua apresentação mais autêntica.

Seja honesto e transparente: Se você não sabe a resposta para uma pergunta ou se cometeu um erro, seja honesto sobre isso. A sinceridade é apreciada e fortalece sua credibilidade como orador.

Pratique, mas não exagere: Embora a prática seja importante para melhorar suas habilidades de oratória, evite ensaiar tanto que sua apresentação pareça robótica. Deixe espaço para que sua personalidade e espontaneidade brilhem.

Aprenda com outros, mas encontre seu próprio estilo: Observar outros comunicadores talentosos pode fornecer insights valiosos, mas não se sinta pressionado a imitar seus estilos. Em vez disso, absorva o que ressoa com você e adapte-o à sua própria voz.

Aceite e abrace seu nervosismo: Muitos oradores ficam nervosos antes de falar em público, e isso é normal. Em vez de lutar contra o nervosismo, aceite-o como parte da experiência e concentre-se em canalizar essa energia para uma apresentação envolvente.

Busque feedback construtivo: Peça feedback de colegas, mentores ou amigos confiáveis após suas apresentações. Eles podem fornecer insights valiosos para ajudá-lo a melhorar, mas lembre-se de manter sua autenticidade no processo de aprimoramento.

Lembre-se de que a oratória autêntica não é sobre ser perfeito ou agradar a todos, mas sim sobre se conectar com seu público de uma forma verdadeira e significativa. Abrace sua identidade como comunicador e confie em sua voz única para tornar suas apresentações memoráveis e impactantes.

 

Seja um orador autêntico

Ser um orador autêntico e não um imitador é uma abordagem muito mais poderosa para a comunicação eficaz. Aqui estão alguns pontos adicionais para enfatizar a importância de ser um orador genuíno:

Credibilidade: Quando você é autêntico, as pessoas podem perceber sua sinceridade e credibilidade. Isso cria confiança entre você e seu público, tornando suas mensagens mais persuasivas e influentes.

Confiança: Ao abraçar sua própria voz e identidade como orador, você naturalmente desenvolve mais confiança em si mesmo. Essa confiança se reflete em sua linguagem corporal, tom de voz e postura, o que ajuda a atrair a atenção e a confiança de sua audiência.

Carisma natural: A autenticidade é uma das chaves para o carisma natural. Quando você mostra sua verdadeira personalidade e paixão, é mais provável que atraia e inspire seu público.

Respeito pela audiência: Ser um orador autêntico demonstra respeito e consideração pelo seu público. As pessoas valorizam a autenticidade e são mais propensas a se envolver e apreciar sua mensagem quando sentem que estão sendo tratadas com sinceridade.

Capacidade de adaptação: A autenticidade não significa ser inflexível. Pelo contrário, um orador autêntico tem a capacidade de se adaptar a diferentes situações e públicos, mantendo sua essência, mas ajustando sua abordagem para melhor atender às necessidades e expectativas da audiência.

Inspirar outros a serem autênticos: Ao ser um orador autêntico, você pode inspirar outros a abraçarem sua própria autenticidade. Sua sinceridade pode incentivar as pessoas a se expressarem mais livremente e a compartilhar suas ideias de maneira genuína.

Foco na mensagem: Quando você não está preocupado em imitar outras pessoas ou parecer de uma certa maneira, pode se concentrar melhor em transmitir sua mensagem com clareza e impacto.

Lembre-se de que a autenticidade não é apenas uma estratégia de comunicação, mas uma forma de ser. Seja você mesmo e permita que sua verdadeira personalidade e paixão brilhem em suas apresentações. Isso criará uma conexão genuína com o público e tornará suas palavras mais memoráveis e significativas. Seu objetivo como orador não é apenas entregar informações, mas também tocar e inspirar as pessoas de forma única e autêntica.

Nosso blog

Últimas postagens

Oratória em Diversos Contextos

A oratória é uma habilidade versátil e essencial em vários aspectos da vida, desde o ambiente profissional até eventos sociais e políticos. Cada contexto apresenta

Ler mais »

Técnicas de Retórica Clássica

A retórica clássica, desenvolvida na Grécia e Roma antigas, é a arte de usar a linguagem de maneira eficaz e persuasiva. Muitas das técnicas desenvolvidas

Ler mais »

Oratória para médicos

A oratória é uma habilidade crucial para médicos em diversas situações, tanto na prática clínica quanto em outros contextos profissionais. Aqui estão algumas situações em

Ler mais »