Como fazer uma apresentação com slides?

É incrível como as pessoas sempre se atrapalham quando o assunto é fazer uma apresentação em slides.

São inúmeras as dúvidas relacionadas ao assunto e, muitas vezes, uma simples reflexão sobre o que há no conteúdo já ajudaria a responder várias perguntas que rondam a cabecinha dos oradores.

Dominar o tema da apresentação é imprescindível, sem dúvidas, mas conseguir elaborar slides que auxiliem o orador é de suma importância. Todo mundo conhece um orador incrível que tem slides tenebrosos, não é?

Pois bem. No artigo de hoje, vamos explicar qual a importância desse instrumento de apresentação, como tornar os slides mais aproveitáveis numa apresentação e, ainda, se devemos mesmo utilizá-los.

Quer saber como fazer uma apresentação com slides de qualidade? Acompanha o artigo na íntegra a seguir e boa leitura!

Qual é a importância de fazer uma boa apresentação de slides?

Antes de tudo, é preciso deixar uma coisa bem clara: uma apresentação de slides não pode nunca ser uma muleta para o orador. Jamais!

Os slides estão ali para ser um suporte, uma guia, para que o orador esteja mais ciente de onde está a sua apresentação. Eles servem, sobretudo, para a orientação de quem está apresentando algo.

Com isso, podemos ter uma ideia da importância que os slides têm durante uma apresentação, não é mesmo?

Além disso, os slides não são um auxílio apenas para o orador, mas também para o público.

Pesquisas apontam que utilizar recursos visuais auxilia na fixação do conteúdo em até 60% mais do que quando não os utilizam. O público consegue recordar mais facilmente por vários dias, associando o conteúdo às imagens.

Fora o fato da fixação do conteúdo, os oradores conseguem prender a atenção do público mais facilmente com o uso de slides, tornando a palestra ou apresentação menos maçante.

Slides: usar ou não usar? Eis a questão!

Será que existem situações em que a melhor opção é não usar slides? Bom, a resposta é que depende muito!

Na verdade, o grande problema dos slides está muito mais relacionado aos slides em si, não ao momento em que se quer utilizá-los.

Como assim? Calma, nós explicamos!

As únicas situações em que é melhor não utilizar nenhum slide se dá quando os slides mais atrapalham do que ajudam. E isso acontece em situações bem específicas.

Por exemplo, quando a atenção do comunicador acaba se desviando do público para os slides. É necessário criar um rapport com quem está ouvindo e isso não é possível quando estamos preocupados demais com o que está nos slides.

Isso é mais comum quando há excesso de informações nos recursos visuais, que acabam tirando o foco do que é essencial e objetivo.

Além da atenção do comunicador, a comunicação com o público pode ser afetada.

Nós tendemos a terminar de ler algo que começamos, ou seja, se o orador coloca uma grande quantidade de informações dentro dos slides, o público tende a começar e terminar de ler tudo.

Com a atenção focada no texto dos slides, as pessoas não vão dar a devida atenção ao que está sendo falado, podendo perder informações cruciais sobre o assunto.

Além disso tudo, precisamos reforçar o que falamos anteriormente: os slides não podem ser uma espécie de muleta para o orador.

Muitas vezes, o comunicador irá despreparado para a apresentação, colocando toda a confiança no material. Esse tipo de comportamento deixa evidente para o público que o orador não está devidamente preparado para abordar o assunto, perdendo credibilidade.

O bom orador dedica um bom tempo para a preparação daquilo que será apresentado, praticando a fala, o conteúdo e ganhando segurança no assunto.

Essa atitude é importante, mesmo que o palestrante seja especialista no assunto abordado. Quando subimos no palco para apresentar algo, temos a tendência de ficarmos nervosos, o que pode atrapalhar o nosso raciocínio, ainda que dominemos tudo sobre o tema.

Como fazer uma apresentação de slides de sucesso?

Apesar de parecer extremamente complicado para quem não tem muita prática, elaborar uma apresentação de slides que seja boa para o orador e para o público é extremamente simples.

Na verdade, o grande segredo é justamente esse: deixar tudo o mais simples e objetivo possível.

Para ajudar você, preparamos algumas dicas práticas que vão te ajudar na hora de criar seus slides. Confira a seguir:

Textos nem sempre vão ajudar

Na verdade, textos em slides de apresentações têm a tendência de piorar a situação. Prendemos a atenção do público no texto e acabamos tirando o foco daquilo que importa de fato, que é o que nós temos a falar.

Além disso, estamos propensos a confiar no que deixamos nos slides e não nos preparamos como deveríamos. Portanto, prefira imagens relacionadas ao tema do que blocos de texto.

Se for usar textos, seja objetivo

Vivemos numa era em que as pessoas não leem textos, mas os “escaneiam”. Como assim? Nós passamos o olho no texto de forma rápida e absorvemos a “essência” deles.

Uma coisa é certa: textos longos e com parágrafos longos e em blocos só darão a sensação de muita informação ao seu público, deixando-o cansado imediatamente.

Tente tornar qualquer informação textual a mais concisa possível para que não haja um cansaço visual no público.

Se preocupe em deixar os slides harmônicos

Pode parecer banal, mas é muito importante estar atento à estética da sua apresentação em slides.

Para isso, existem diversas técnicas na internet ou até mesmo templates prontos para auxiliar aqueles que não possuem muita habilidade nessa área.

Uma dica: o simples continua bonito.

Não deixe a parte técnica e estrutural de lado

Imagine o estresse e a frustração ao chegar para fazer a apresentação e descobrir, minutos antes, que o notebook ou o projetor está quebrado. Terrível, não é?

Isso pode afetar diretamente a sua performance, aumentando o nervosismo. O que fazer então? Chegue com antecedência, prepare-se pros imprevistos e dê o seu melhor. Isso fará toda a diferença!

Preparado(a) para fazer os melhores slides possíveis? Agora você tem tudo o que precisa para elaborar apresentações excepcionais!