Oratória para altos cargos: quais são as técnicas indispensáveis para diretores e CEOs?

Olá, Speaker! Tudo bem?

Se você está inserido no universo corporativo, provavelmente vivencia o quanto tem acontecido mudanças no perfil dos profissionais que atuam dentro das empresas, não é verdade?

O estereótipo do executivo ou diretor padrão como alguém de fala difícil e pouco acessível já está completamente ultrapassado. Ao contrário, dos profissionais que ocupam altos cargos, espera-se, justamente, a capacidade de dialogar com pessoas de diferentes perfis, sempre de um modo claro e conciso.

Isso acontece porque a inteligência emocional (e todas as habilidades que a compõem) tem um destaque muito grande no âmbito corporativo. Isso quer dizer que, além da demanda de uma série de habilidades técnicas, relacionadas diretamente à área de atuação do profissional, também é indispensável desenvolver aquelas ligadas à inteligência emocional.

Desse modo, pessoas que ocupam altos cargos precisam ter uma boa oratória, já que, em grande parte, é a partir delas que se dá a eficácia ou a ineficácia da comunicação interna da empresa ou organização. Em outras palavras, esses profissionais influenciam o diálogo entre setores para que trabalhem em sintonia, gerando bons resultados de forma geral.

Neste artigo, elenquei algumas habilidades requisitadas aos profissionais que ocupam altos cargos e que estão diretamente ligadas à oratória e à inteligência emocional. Confira!

– Dirigir reuniões

Um dos problemas mais recorrentes no que tange à comunicação interna de uma empresa é, sem dúvidas, a reunião improdutiva. Por isso mesmo, colaboradores costumam sentir repulsa a esse tipo de encontro, o que é altamente prejudicial para o bom funcionamento corporativo.

As reuniões são importantíssimas, mas, para que sejam mesmo eficazes, é imprescindível que cumpram o seu papel, servindo para resolver problemas, discutir resultados, traçar metas ou quaisquer outros propósitos que possam ter.

Quando há falhas na comunicação interna de uma empresa, encontros de trabalho costumam ser muito improdutivos, de modo que debates longos sobre temas simples acabam se tornando sinônimos de gastos de tempo e energia, tanto para diretores quanto para seus liderados.

Dirigir reuniões é, portanto, uma das habilidades que profissionais de outros cargos precisam dominar, afinal, terão que atuar desde o momento de criar uma pauta para a reunião, até a definição de metas e seleção de quais profissionais devem estar presentes, a fim de para garantir um encontro de trabalho produtivo e assertivo.

– Dar feedbacks

Você já teve que dar um feedback para algum liderado? Faz isso com frequência?

Sem dúvida nenhuma, quando pensamos nas principais habilidades que devem ser desenvolvidas e aprimoradas por profissionais que ocupam altos cargos, dar feedbacks é uma delas.

Feedbacks para liderados são ferramentas importantes. Neles, o líder dá um retorno sobre o rendimento do profissional, com a intenção principal de lapidar o funcionamento de um setor através da atuação individual dos seus componentes. Ainda assim, especialmente se o feedback for negativo, fazer isso é um desafio para muitos diretores e/ou gestores.

Um dos grandes reptos nesses momentos é lograr que eles sejam, de fato, úteis para o profissional que recebe o feedback e que o que for dito não ultrapasse os limites entre o lado profissional e pessoal.

Por essa razão, a clareza na escolha de palavras, o uso da voz e da linguagem não-verbal como um todo e a eficácia para ser assertivo são indispensáveis, evitando, com isso, mal-entendidos.

– Saber dialogar com todos os tipos de público

Vários anos de experiência e muitas competências no currículo são, sem dúvidas, altamente positivas. No entanto, podem dificultar o diálogo entre profissionais de altos cargos e pessoas de perfis diferentes, sem a mesma bagagem.

Liberar-se de tecnicismos excessivos e conseguir transformar assuntos complexos em simples são habilidades importantes. Mesmo que convivam a maior parte do tempo com outros profissionais de mesma formação e experiência, em alguns momentos, CEOs terão que dialogar com outros perfis e, nessas horas, precisarão manter uma fala interessante e simples.

Uma fala quadrada, que se limita a dados numéricos ou gráficos, já é insuficiente no contexto atual. Aos profissionais de alto cargo, espera-se a capacidade de falar de forma agradável, interessante e acessível!

– Saber falar em público

Conferências – dentro e fora do país – são, hoje, muito comuns no dia a dia de profissionais de altos cargos. Por ser assim, fazer boas apresentações em público (seja em português ou em outro idioma) também está na lista de habilidades necessárias e indispensáveis aos profissionais de altos cargos.

Essa necessidade tem feito que muitos executivos busquem alternativas para desenvolver a capacidade de contar histórias, aplicando a chamada Storytelling nas suas exposições orais.

Em outras palavras, profissionais de altos cargos que já entenderam a enorme relevância da habilidade de saber falar em público trazem, para os seus discursos, técnicas que os aproximam da audiência. Contar uma história própria ou de alguém em meio a um mar de dados e números é uma estratégia eficaz.

Por que é tão necessário saber falar em público? Como eu costumo dizer, hoje, ser bom em algo não é suficiente: também é preciso saber falar sobre os bons resultados alcançados, tanto individualmente quanto representando uma marca.

Nas apresentações em público, profissionais de altos cargos que não tiverem um bom desempenho prejudicarão a sua imagem e podem, inclusive, estancar profissionalmente ou perder oportunidades de ascender ainda mais em suas carreiras e atividades.

Você sabia que a The Speaker é a preferida dos CEOs?

Nós entendemos todas as mudanças que o universo corporativo vivenciou e continua vivenciando atualmente. Por isso mesmo, desenvolvemos treinamentos em oratória direcionados para empresas e para CEOs, levando em consideração as muitas especificidades desse perfil de profissionais.

Um treinamento em oratória direcionado para CEOs é a forma mais eficaz de trabalhar essas e outras habilidades que fazem parte do cotidiano de quem ocupa altos cargos, tendo em mente a rotina e as demandas comuns a esse contexto.

Se você quer saber mais sobre o nosso treinamento para CEOs, entre em contato com a nossa equipe. Conte com a gente!

Avalie este post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *