Storytelling corporativo

Olá, Speaker!

As histórias têm o poder de sensibilizar, de mover e de convencer pessoas inspirando-as. E boas histórias chamam a atenção, cativam e, se forem usadas de maneira estratégica, promovem um apelo à sua marca, produtos e serviços, galgando maiores percentuais e mercado. As pessoas em geral são atraídas e encantadas por histórias e adorarão fazer parte deste enredo.

A história faz parte da vida do ser humano, é uma atividade ancestral e é uma forma de se transmitir conhecimento.

Na Índia, os conhecimentos milenares dos Vedas, os livros de conhecimento daquela sociedade, são conhecidos até hoje no mundo inteiro por meio de histórias contadas nos chamados puranas.

As pessoas contam histórias todos os dias e quando se utiliza este recurso de forma otimizada, surge o conceito de storytelling, um assunto inovador e muito interessante no ambiente corporativo que oferece muitas oportunidades a serem exploradas.

No ambiente corporativo, faz com que o colaborador se inspire nas ideias e valores da empresa, despertando orgulho e motivação para sua performance no trabalho.

Para tanto, realizar o storytelling corpotativo melhora a comunicação no ambiente de trabalho, gerando conexões reais, aumentando interesses e engajamentos.

Através deste método, a atenção do ouvinte é despertada e se desenvolve a habilidade de descobrir ou elaborar história fortes e impactantes, onde aprende-se a narrar essas histórias com excelência e a utilizá-las com propósito estratégico.

Razões para se fazer storytelling corporativo

O storytelling corporativo pode promover a transformação da cultura organizacional da empresa, facilitando a comunicação interna e conseguindo a atenção desejada, e é possível treinar colaboradores, educando e ilustrando os princípios éticos da empresa, reforçando crenças e conexões emocionais, modelando e consolidando a marca para clientes internos e externos.

Os fundamentos do storytelling

É importante entender que o storytelling é composto de dois elementos, sendo o primeiro a construção mental, imaginação e memória individual sobre uma história, e o outro é a versão em texto desta história, que pode ser um roteiro ou relato expresso por um narrador e que pode ser interpretada com filmagens e atuações.

O storytelling é aplicado em todas as áreas de conhecimento e muitas histórias são contadas com o objetivo de apresentar ideias inovadoras, resultados de pesquisas científicas e experiências.

Três fundamentos fazem parte da técnica de aplicação de um storytelling efetivo: uma história fabulosa deve ser elaborada com um propósito épico e uma narrativa fantástica.

Acontecimentos emocionantes, lugares notáveis e pitorescos, acontecimentos improváveis, personagens marcantes, conflitos polêmicos, são elementos que podem compor uma história fabulosa e tornar o storytelling estratégico.

Um propósito épico dentro do contexto corporativo pode ser representado pelo lançamento de um produto, ou o anúncio de um novo concorrente, uma nova diretriz de processo interno, coisas que sejam relevantes e que precisam ser comunicadas, geralmente, por um longo período.

A história para causar o impacto desejado precisa ser contada da melhor maneira possível, de forma que contribua e acrescente qualidade. As narrativas fantásticas irão destacar o protagonismo, apresentarão alguma tensão entre o protagonista e o seu objetivo, promoverão algum ensinamento ou lição, devem possuir e transmitir um significado e devem ser expressas com emoção e sinceridade, de modo que haja verdade humana no autor e no narrador.

Desenvolver o storytelling na cultura corporativa é mais importante do que parece

No storytelling corporativo os fundamentos são os mesmos que são aplicados no storytelling geral e convencional, mas agrega e reforça a missão, visão e valores da organização, tornando nítida a cultura da empresa.

Para isso, um enredo deve ser bem elaborado, apresentando o contexto e os personagens da história e que estão amarrados aos elementos que identificam o início, o desenvolvimento e a conclusão.

No mundo corporativo o storytelling deve ser impactante com uma narrativa menos metafórica e mais direta e objetiva.

Como tornar o storytelling organizacional mais imersivo e encantador

Para causar uma impressão consistente é necessário que a história tenha tudo a ver com o assunto e seja utilizada no momento certo. É conhecido e famoso “timing” no storytelling organizacional.

O storytelling pode ser incluído em reuniões, treinamentos, programas de desenvolvimento e treinamento, recepção de novos colaboradores, e a tecnologia pode ser utilizada para possibilitar uma proximidade maior com a história.

O objetivo sempre será de aproximar os colaboradores das narrativas, possibilitando que a mensagem tenha um local especial no imaginário deles, de forma que se transforme em motivação e incentivo, ou um exemplo do que deve ser seguido.

Uma história é ainda mais sólida quando registros são apresentados comprovando o acontecimento, enriquecendo o cenário, desta forma o storytelling corporativo impacta positivamente e pode causar grandes efeitos nos colaboradores.

Conclusão

Histórias podem ser estrategicamente incluídas em diversos contextos organizacionais para estimular a produtividade e comprometimento das pessoas que compartilham do ambiente de trabalho e cenário corporativo.

O conceito de storytelling se tornou uma ferramenta de gerenciamento muito eficiente quando utilizado com a técnica certa e no momento adequado.

O desenvolvimento e a aplicação destas histórias estratégicas podem ser aprimorados com treinamento até se tornarem uma habilidade e um diferencial bastante relevante no mercado.

As técnicas de oratória aplicadas num contexto de storytelling corporativo acentuarão a mensagem que se quer passar e gerará o efeito desejado.

Espero que tenha gostado, Speaker!