O mercado financeiro exige comunicação de excelência. Oratória neles!

Speakers! Como estão por aí?! Hoje nós vamos falar sobre oratória voltada para mercado financeiro.

Faz tempo que a procura por treinamentos para equipes de mercado financeiro vem aumentado aqui na The Speaker. Imagino que a crise esteja indo embora, e que agora é o momento para voltar para o mercado com força total!!

Paid Pay Day GIF - Find & Share on GIPHY

Dinheiro, dinheiro e dinheiro. Quando falamos em dinheiro pensamos em que?! Segurança. Afinal, é tão difícil conquistar nosso dinheiro, que quando pensamos em deixá-lo aos cuidados de alguém, precisamos confiar  (e muito)  nesta pessoa, certo?!

Logo no início da The Speaker fechamos um contrato de 18 meses com uma Family Office para treinar todos os colaboradores para desenvolver suas habilidades comunicativas. O objetivo? Os analistas eram muito bons em estudar oportunidades de negócios, mas na hora que eles iam justificar aos sócios suas análises, não apresentavam seu conteúdo com assertividade ou segurança.

Nosso trabalho nesta familly office era de longo prazo: semanalmente íamos no escritório treinar individualmente cada colaborador, e periodicamente colocávamos-os em grupo para discutir e fazer apresentações com feedback do grupo.

Esse case foi bem interessante para percebermos que de fato, de nada adianta você fazer um excelente trabalho se você não consegue apresentá-lo ao seu stakeholder.

Ao longo dos 18 meses vimos os colaboradores que tinham perfil júnior, evoluir drasticamente. Já eram capazes de estruturar seu raciocínio de maneira lógica, apresentar sem insegurança, e ainda, responder perguntas de maneira objetiva e assertiva.

De lá pra cá, tivemos diversos clientes que trabalham no mercado financeiro. Entendo que há dois tipos de perfis, os que precisam executar as análises, fazer trade e coisas mais “backstage”, e os que lidam diretamente com o cliente. Aquele “cara” comercial, que está sempre fazendo reuniões e tomando um cafezinho. Vamos entender um pouco então de cada uma destas personas:

O cara mais “backstage” do mercado financeiro

Este “cara” normalmente estuda e analise boas oportunidades no mercado. É aquele que quase nunca vai falar com o cliente. Porque esta pessoa deveria investir em melhorar sua comunicação?

Os analistas, precisam o tempo inteiro justificar seus posicionamentos. Não basta pesquisar, é preciso apresentar seus resultados aos outros. É preciso saber argumentar e defender seu ponto de vista. Quando questionado, não pode titubear. De nada adiantará fazer pesquisas incríveis se na hora de apresentar o que fez, parecer amador.

O comercial do mercado financeiro

Pensa alguém que precisa saber se comunicar?! Costumo dizer que falar de dinheiro é igual falar de saúde. Todo mundo quer que sua saúde e seu dinheiro estejam nas mãos de pessoas seguras e objetivas, que transmitem confiança quando falam:

– Doutor, preciso operar ou não? – pergunta o paciente

– Veja bem no seu caso (gaguejando), o número de plaquetas não é suficiente para (engole seco)… – responde o Dr.

E aí, você entregaria sua saúde nas mãos deste médico?

E seu dinheiro? Entregaria na mão de uma pessoa que demonstra insegurança ao falar?

O comercial é uma pessoa que precisa sim, entender muito de números e de investimentos, mas se cair na tentação de explicar tudo em detalhes, ou ainda, usando muitos termos técnicos com público leigo, causará distanciamento do cliente, como caso do paciente do exemplo acima.

O grande desafio do comercial que trabalha no mercado financeiro é falar de um jeito simples (mas nem tanto), mas com muita, muita segurança.

O trabalho da The Speaker junto às empresas do mercado financeiro.

Nós da The Speaker precisamos entender um pouco “na marra” os termos específicos que nossos clientes desta área tanto falam: Asset, IPO,  circuitbrake, logotrading e tantos outros termos que fazem parte do dia a dia de pessoas desta área.

Se formos descrever um perfil sobre o cara do mercado financeiro, diríamos que “apresentar”, via de regra, não é o que ele mais gosta de fazer na vida. Este profissional costuma ter raciocínio rápido e analítico. Geralmente têm formação na área de exatas, então lidar com números é sempre algo mais fácil do que ter de comunicar algo.

Apresentação? Palco? Hum, está aí algo que geralmente o pessoal de finanças não gosta…

Recentemente ministramos um treinamento à um CFO de uma instituição financeira.  Cheguei na sala dizendo: “bom dia!” e a resposta do meu cliente foi: “só se for para você!”. Me assustei!

“Eu estou odiando estar aqui, o que eu mais odeio na vida é fazer apresentações”, disse meu cliente, que havia recebido o treinamento como “presente” do CEO da empresa.

Papo vai, papo vem, em pouco tempo entendemos que o seu pânico de falar em público vinha de um trauma antigo. Ele tinha ido morar no Chile quando criança e sempre teve insegurança quando precisava apresentar trabalhos na escola. Não falava muito bem espanhol, e por isso sofria bullying em todas as apresentações.

Tempo passou, ele morou em diversos países, mas o registro ficou ali: falar em público = algo terrível!

Iniciamos o treinamento, onde expliquei que era necessário fazermos algumas apresentações das quais ele terminasse com uma sensação positiva para que o trauma pudesse ser superado.

Será que você pode imaginar o quanto a vida desta pessoa será mais fácil, se toda vez que precisar se expor, conseguir fazer isso sem sofrimento? O quanto sua carreira poderá evoluir quando conseguir se expressar com assertividade e segurança?

Outro caso interessante foi o do Felipe Hamphsire, que precisava criar uma palestra sobre Logotrading. Trabalhamos não só a questão de organização de raciocínio e construção do PPT, como todos os ensaios para que pudesse melhorar sua performance. O resultado? Fomos mostrar os videos de “antes e depois” dele, e Felipe brincou que o video de “antes” era bullying, que nem se reconhecia naquela apresentação. Assista aqui o depoimento dele.

A mensagem certa, da forma certa para a pessoa certa.

Sempre batemos na tecla que “Comunicação é poder!”, e quando falamos de mercado financeiro, entendemos que os clientes que procuram alguém para gerir seus investimentos são pessoas que precisam sentir segurança do lado de lá. Temos certeza que o comercial saber expor uma ideia de maneira clara, objetiva, transmitindo confiança é o que pode fazer o cliente definir se investirá seu dinheiro em com empresa x ou y.

Então, meu caro Speaker, sabemos que nesta área de atuação é também fundamental saber se comunicar. Saber expor ideias, solucionar dúvidas, responder de maneira segura. Lidar com dinheiro dos outros é algo muito delicado, e é fundamental conduzir reuniões e apresentações de maneira profissional. Um pequeno erro pode ser fatal.

Gostou do nosso post? Quer conhecer nosso trabalho mais de perto? Comente aqui embaixo!

Se preferir, envie-nos um email: thespeaker@thespeaker.com.br para podermos lhe explicar como podemos ajudar você, profissional que trabalha com mercado financeiro e precisa melhorar sua comunicação. Ou ainda, ligue pra gente, adoramos receber ligações: 11 2803 8089.

Se quiser comprar nosso curso online, acesse aqui com cupom de desconto!