Humor em reuniões de trabalho? Aprenda como usar essa ferramenta para encontros mais leves e produtivos!

Speakers! Como vocês estão?

O ambiente de trabalho deve ser um lugar fechado, sério, sem espaços para o que é irreverente ou fora do comum, correto? Não!!!

O mundo corporativo mudou e continua passando por mudanças dia após dia. Hoje, as grandes empresas já entenderam que “levar o trabalho a sério” não é sinônimo de um ambiente fechado para novidades, onde todos os colaboradores mantêm sempre a mesma postura.

Nas reuniões de trabalho – sendo elas apresentações entre colegas, negociações com clientes ou investidores, discussões de projetos e muitas outras possibilidades –, incorporar estratégias para tornar o encontro mais interessante é uma forma inteligente de lidar com essas situações de exposição de fala, que estão cada dia mais recorrentes na rotina dos profissionais inseridos no mercado.

Uma dessas ferramentas é o (bom) humor, que diminui o rigor com que o tema é abordado, ajuda a conquistar ouvintes e a receber mais receptividade para apresentar propostas e novas ideias. Utilizar essa estratégia nos encontros de trabalho demanda uma atenção e cuidados maiores do que em outras situações, mas, quando bem utilizado, o humor é uma excelente forma de ter uma boa performance.

Neste artigo, reuni cuidados e técnicas para utilizar o humor como estratégia comunicacional e, assim, ter encontros mais leves e produtivos. Confira e aplique essa ferramenta nas suas próximas apresentações!

Como utilizar o humor em reuniões de trabalho?

Já sabemos que o humor é uma estratégia eficaz para reter a atenção das pessoas, diminuir a resistência que nossos ouvintes possam ter aos argumentos que apresentamos e, até mesmo, para criar um clima mais leve.

A agenda dos profissionais inseridos no mercado de trabalho, especialmente no âmbito corporativo, geralmente é cheia. Reuniões densas pesam ainda mais esse dia a dia. Sendo assim, a possibilidade de criar um ambiente mais leve é uma escolha inteligente.

Como eu já disse, o uso do humor deve ser feito com prudência, especialmente dentro do trabalho. Alguns cuidados são indispensáveis para conseguirmos o efeito desejado ao aplicar essa estratégia. Vou falar sobre cada um deles a seguir.

  1. Não ultrapasse o limite entre o cômico e o vulgar

Se pensarmos no maior perigo ao usar o humor é, justamente, ultrapassar o limite entre o que é cômico e o que é vulgar e/ou ofensivo para alguém.

Esse limite, Speakers, pode ser muito sutil. Em situações de exposição de fala, o comunicador está em maior evidência e tudo o que ele disser terá uma relevância maior, por isso, esse cuidado em manter o humor cômico (sem vulgaridades) deve ser redobrado.

Quando decidir usar essa estratégia – que é altamente eficaz, como vimos – em suas apresentações ou reuniões de trabalho, esteja atento para manter-se no bom humor, evitando qualquer tipo de declaração que possa soar ofensiva ou vulgar. Isso apenas prejudicaria a sua imagem profissional e pessoal.

  1. Conheça bem os profissionais ou clientes que farão parte da reunião

Antes de decidir usar o humor como uma estratégia em reuniões e apresentações de trabalho, é muito importante conhecer, ainda que minimamente, os profissionais ou clientes com os quais iremos dialogar.

Muitas vezes, os perfis das pessoas, assim como os motivos da reunião, não dão tanta abertura para o uso do humor. Por isso, um cuidado essencial é utilizar essa ferramenta com quem você já conhece ou sabe que estará aberto para esse tipo de abordagem.

Evitar riscos é uma forma de garantir os bons resultados e que nada interfira na sua própria confiança durante a reunião, ok?

  1. Humor nos slides? Pense duas vezes antes de fazer isso!

Os slides são, por si só, um assunto com opiniões divergentes entre os comunicadores. Alguns indicam o seu uso. Outros, nem tanto. Mas do que não há dúvidas é: evitar inserir trechos cômicos ou piadas nos slides é o caminho mais seguro para uma boa apresentação.

O humor é bem-vindo, como já vimos até aqui, mas ele é algo que complementa o conteúdo, não é o conteúdo em si. O humor está para reter a atenção das pessoas, quebrar o gelo, tornar a fala mais interessante. Mas, se ele passa a ser o foco da apresentação, o encontro de trabalho deixa de cumprir seu papel principal.

Outro risco ao adicionar humor nos slides é a impossibilidade de mudar de ideia. Às vezes, Speakers, a reação dos ouvintes não é a que pensamos. Por isso, se, logo no início, o comunicador perceber que o seu público não está aberto ao humor, é preciso ter a possibilidade de mudar a abordagem. Se os trechos cômicos já estão nos slides, fazer isso seria muito mais difícil.

  1. Só achamos graça naquilo que podemos entender: evite fugir do contexto!

No dia a dia, todos nós já vivemos alguma situação em que algum amigo ou colega fez uma piada que não entendemos, não é?

Nas reuniões ou apresentações, o incômodo por não entender algo cômico é similar. As pessoas só acharão graça naquilo que entenderem. E, para que isso aconteça, esse humor deve estar associado ao contexto da reunião e próximo ao dia a dia das pessoas com as quais estamos falando.

Se o seu cliente ou seus colegas de trabalho não entenderem que determinado trecho foi irônico ou com uma boa dose de humor, suas palavras podem até mesmo ser mal interpretadas, o que prejudicaria – e muito – a sua fala e traria um efeito muito diferente daquele que você deseja.

  1. Planeje e Pratique!

Planejar a sua fala com antecedência é sempre necessário, seja qual for o contexto da sua apresentação. Ao fazer esse planejamento prévio, criando um roteiro para o que será dito, por exemplo, o uso do humor também deve ser pensado com antecedência.

Nas situações de exposição de fala, a adrenalina e o nervosismo podem estar altos, por essa razão, deixar tudo para o improviso não é a melhor ideia.

Pense em quais momentos você usará o humor e como será essa abordagem. Dessa forma, estará evitando uma série de problemas, como, por exemplo, sair do limite entre o que é cômico e o que não é.

 

Usar o humor nas reuniões e apresentações de trabalho é uma estratégia que pode cumprir diversos papeis. Ao aprimorar nossas habilidades de oratória, aplicar essa e outras ferramentas passa a ser algo mais fácil e natural.

Procure o curso de oratória que melhor atenda às suas necessidades e impulsione a forma como se comunica com os demais!

Clique para dar sua nota!
Avaliações: 0 - Avaliação média: 0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *