Como a oratória ajuda a construir um profissional de sucesso?

Olá, Speaker!

Ser um profissional de sucesso parece um desafio cada vez mais complexo, não é verdade?

Por muito tempo, as habilidades técnicas eram o que mais pesava na hora de contratar um candidato ou mesmo de promover alguém a um cargo de liderança. Com todas as mudanças que vêm acontecendo, essas competências ligadas especificamente a uma profissão ou atividade já não são tão autossuficientes. É preciso um algo mais.

E o que é esse “algo mais”? São as soft skills – um termo bastante utilizado quando o assunto são as exigências mercadológicas do presente e do futuro. Essas skills não são restritas a uma área ou um nicho de atuação específicos. Ao contrário, são requisitadas para profissionais das mais diversas ocupações, cargos e perfis, já que têm a ver com inteligência emocional.

Um profissional de sucesso é, hoje, alguém que acumula experiências (técnicas ou não) e, mais que isso, que sabe extrair delas o melhor para si e para os demais. Desse modo, quando pensamos nas exigências do mercado atual, ser emocionalmente inteligente ocupa o ranking dos principais requisitos.

E o que a comunicação tem a ver com inteligência emocional? Como a oratória ajuda a construir um profissional de sucesso? É o que veremos na nossa conversa de hoje. Vamos lá?

O que é ser emocionalmente inteligente?

Quando um termo se populariza, ele passa a ser repetido tantas e tantas vezes que nem sempre entendemos ao certo o que significa, não é? Isso tem acontecido com a expressão inteligência emocional.

De forma resumida, podemos pensar em inteligência emocional como um conjunto de habilidades, tais quais o controle das próprias emoções e reações, a disciplina, a capacidade de agir sob pressão e a habilidade de saber se expressar de forma assertiva.

Um profissional (e uma pessoa) emocionalmente inteligente conhece bem suas debilidades e seus pontos fracos. Sabe como normalmente reage em determinadas situações e logra promover, em si mesmo, as mudanças que precisa para chegar à sua melhor versão.

Para ter o sucesso (tão almejado por todos), a inteligência emocional é indispensável. Aqui, vale a pena lembrar que “ter sucesso” tem significados diferentes de pessoa para pessoa. No entanto, seja o que for, dominar as próprias emoções e agir com perspicácia sempre serão competências importantes.

Como a oratória ajuda a construir um profissional de sucesso?

Não foi à toa que escolhemos a expressão construir” para fazer essa pergunta. O profissional de sucesso – aquele que consegue atingir os objetivos aos que se propõe – não nasce de um dia para o outro, mas, sim, é construído e lapidado a todo o momento.

Nesse sentido, saber quais são as competências que fazem a diferença no mercado e encontrar maneiras para desenvolvê-las e aprimorá-las é o caminho para alcançar o patamar profissional que se deseja.

E qual é o papel da oratória em meio a tudo isso? No tópico anterior, quando falamos sobre inteligência emocional, destacamos que uma das habilidades ligadas a essa inteligência é, justamente, a de conseguir se expressar.

Aqui na The Speaker, costumo dizer que, ao chegar em cargos de liderança, os profissionais são, muitas vezes, surpreendidos com as habilidades de comunicação que deixaram de desenvolver e começam a sentir, no dia a dia, as dificuldades que isso impõe.

Como assim? Chega um ponto em nossa vida profissional que os conhecimentos técnicos, por si só, não são suficientes. É preciso saber comunicá-los para a nossa equipe e, se não tivermos a habilidade de nos expressar bem, tiraremos o brilho da nossa fala e tornaremos esse diálogo muito mais difícil.

Desse modo, a oratória é, sem dúvidas, um dos pilares para a construção de um profissional de sucesso, que, como já dissemos, não precisa apenas ser bom naquilo que faz, mas também expressar todo o seu saber de uma forma eficaz, interessante e assertiva.

E de que forma é possível desenvolver e aprimorar as habilidades de oratória?

O primeiro passo é desmitificar a ideia de que falar em público ou lidar bem com situações de exposição de fala é um dom, é algo que já se nasce sabendo. Não é. As pessoas que conseguem ser eficientes nesses momentos provavelmente passaram um tempo desenvolvendo e aprimorando habilidades relacionadas à oratória.

E como fazer isso? Vejamos alguns passos principais:

– Praticando técnicas de organização de pensamento

Para ter uma fala eficiente e que faça sentido para os outros, é fundamental saber organizar as nossas ideias antes de expressá-las. Técnicas como o mapa mental são aliadas importantes nesse caminho, até que consigamos, de forma naturalizada, ordenar nosso pensamento para expressá-lo de uma maneira mais interessante e compreensível.

– Aprendendo a contar uma boa história

Não basta ter um discurso bem organizado: é essencial que ele seja envolvente e que chame a atenção daqueles com quem dialogamos. Contar uma história ou, em outras palavras, criar narrativas interessantes para transmitir um determinado conteúdo, é uma competência que faz a diferença em todos os tipos de situações de exposição de fala, desde apresentações em público, até PITCHs ou reuniões de trabalho.

– Dominando a dinâmica não-falada

Compreender que não nos comunicamos somente através de palavras é outro passo importante. Há toda uma dinâmica não-falada presente nas situações de exposição de fala. O que isso significa? Significa que a forma como nos movimentamos no palco, como gesticulamos, o nosso tom de voz e até mesmo nossas expressões faciais também estão enviando uma determinada mensagem e é de suma importância que essa mensagem esteja em harmonia com aquilo que estamos dizendo verbalmente.

 

Muitas e muitas vezes, a trajetória entre a realização de um objetivo e as etapas nas quais nos preparamos para isso parecem muito distantes. No entanto, por mais difícil que possa parecer, o processo valerá a pena.

Quando pensamos no desenvolvimento e aprimoramento das habilidades de oratória, estamos falando de uma maneira de impulsionar nossa comunicação em vários âmbitos, tanto profissionais como pessoais. Afinal, ser um bom comunicador é ter um grande poder nas mãos. Pense nisso e conte com a The Speaker nessa jornada!

 

Clique para dar sua nota!
Avaliações: - Avaliação média:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *