Treinando um chefe de gabinete da corregedoria: O que eu aprendi

Speakers! Tudo bem?

Hoje vou compartilhar com vocês mais um case de treinamentos em oratória que fazemos aqui na The Speaker. Dessa vez, tivemos como cliente um chefe de gabinete da corregedoria, na modalidade treinamento intensivo, presencial.

Cada cliente tem um perfil específico e, por isso, um treinamento nunca é igual ao outro. Sempre existe um desafio diferente, tanto para nós quanto para o próprio cliente. Compartilhar com vocês essas experiências é uma forma de dividir nossas vivências, para que vocês, do outro lado, também possam aprender o que aprendemos durante as capacitações.

Vamos ver o que aconteceu nesse treinamento?

Qual era o desafio do cliente?

Um chefe de gabinete da corregedoria é um profissional que ocupa um cargo de alta liderança e que, portanto, tem os desafios de lidar com uma ampla equipe interna. Além disso, está inserido no dia a dia jurídico, o que, no Brasil, significa conviver cotidianamente com processos burocráticos e trâmites demorados.

O nosso cliente dialoga com um público que trabalha – direta ou indiretamente – com esses processos burocráticos. No setor público, onde os trâmites geralmente são lentos, os colaboradores acabam perdendo entusiasmo, trabalhando pouco inspirados, sem criatividade e sem vontade de transformação.

Em muitos casos, os colaboradores desse setor (como de outros que ocupam cargos públicos na área jurídica) só se preocupam em cumprir tabela, sem necessariamente criar novas estratégias para otimizar o dia a dia profissional.

Sendo assim, o desafio do nosso cliente é o de lidar com esses colaboradores e falar para um público pouco inspirado, que, muitas vezes, se preocupa apenas em seguir o roteiro pré-estabelecido, resultado do pouco dinamismo dos setores públicos no país.

Qual foi o nosso desafio?

O meu desafio foi despertar no meu cliente o desejo de se tornar inspirador para seus liderados e, assim, ser uma ferramenta para que a equipe saísse da letargia, aumentando os níveis de criatividade e otimizando o trabalho no setor.

Que estratégia usei? Para gerar nesse cliente o desejo de ser inspirador e, principalmente, a consciência de que ele pode ser, de fato, essa inspiração para seus liderados, recorri ao exemplo de alguém do seu mesmo círculo profissional (área jurídica) e que é, para ele, uma inspiração. Nesse caso, o juiz Sérgio Moro.

Moro, que surgiu como uma figura conhecida num cenário delicado da história brasileira, acabou se transformando, para uma camada da população, num símbolo de esperança. Dessa forma, ao personalizar o que eu queria transmitir ao meu cliente através de uma figura pública, foi mais fácil mensurar os resultados que ele pode conquistar com a sua equipe através da oratória.

Como foi o workshop?

O cliente em questão veio a São Paulo exclusivamente para o nosso treinamento em oratória. O que, para nós, é motivo de muita alegria e orgulho.

Aliás, Speakers, quero compartilhar com vocês que isso tem se tornado cada vez mais comum e a cada dia recebemos mais pessoas de outros estados do país que optaram pela modalidade presencial dos nossos cursos. Isso nos faz perceber que estamos trilhando o caminho certo!

Bom, voltando ao treinamento. Esse workshop, como eu disse no começo deste post, foi realizado na modalidade intensivo. Foram dois dias de capacitação e nós realizamos dois encontros em cada um deles.

Durante esses encontros, trabalhamos os pilares da oratória em comunicação, voltadas especificamente para o contexto de trabalho do cliente e para as suas demandas. Lidar com a sue equipe de liderados foi um dos principais assuntos trabalhados, por isso, propusemos técnicas para aprimorar a comunicação objetiva, possibilitando, assim, um melhor diálogo interno.

O que eu aprendi com nosso treinamento?

A comunicação é uma troca constante. E, nos treinamentos, isso não podia ser diferente. Quando auxiliamos alguém – seja um cliente ou uma equipe –, também aprendemos, já que, como eu disse, cada pessoa traz consigo uma bagagem singular, o que nos faz adaptar nossos treinamentos para que eles sejam mais funcionais e verdadeiramente úteis.

Nesse treinamento especificamente, vi, na prática, o que eu mais acredito: que a comunicação é uma ferramenta para inspirar pessoas e, assim, transformar realidades.

Quando idealizei a The Speaker, meu desejo era o de ajudar pessoas a se comunicarem melhor, já que saber se comunicar é ter um enorme poder nas mãos. E, quando um cliente é alguém que ocupa um cargo de referência e que, portanto, pode ser um agente direto de transformação para seus liderados, há ainda mais entusiasmo.

Vejo esses treinamentos, assim como os outros que realizo aqui na The Speaker, como forma de espalhar sementes, orientando pessoas que conseguem inspirar outras pessoas. E, nesse ciclo, acontecem grandes transformações.

Como eu sempre digo por aqui, um bom influenciador é aquela pessoa que incentiva os demais, através de suas ações e do que diz. Quando nós auxiliamos um cliente a aprimorar sua capacidade de se expressar, como esse chefe de gabinete da corregedoria, acreditamos que estamos impulsionando também o seu poder de influenciar – e isso é maravilhoso.

Para saber mais sobre o treinamento para CEOs e outros profissionais em cargos de liderança, entre em contato conosco e/ou veja os depoimentos de nossos clientes aqui no blog! Se você mora em outro estado, pode optar pela modalidade intensiva da qual falamos hoje. Se preferir, conheça nossos cursos online.

Seja qual for a sua escolha, ficarei feliz em ser parte da sua história!

5 (100%) 19 votes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bitnami